Cartas de Ernest Hemingway, As - volume I: 1907-1922

    Sobre o livro: As cartas de Ernest Hemingway (1899-1961) permitem aos leitores acompanhar pela primeira vez os pensamentos, as ideias e atitudes de

    Ver mais
    Marca: Martins Fontes - selo Martins
    Referência: 9788580632118

    De R$ 78,65
    Por:
    R$ 62,92
    Economize  R$ 15,73
    Simulador de Frete
    - Calcular frete
    Não sei meu CEP

    Sobre o livro:

    As cartas de Ernest Hemingway (1899-1961) permitem aos leitores acompanhar pela primeira vez os pensamentos, as ideias e atitudes de uma das grandes personalidades literárias do século XX em suas próprias palavras.

    O primeiro volume abrange sua juventude, a vivência da Primeira Guerra Mundial e a chegada à Paris. As cartas revelam um indivíduo mais complexo do que sugere a personalidade pública de homem durão: filho dedicado, irmão afetuoso, amante apaixonado, marido reverente, amigo espirituoso e escritor disciplinado.

    Despreocupadas, sem que tenham sido escritas com o prelo em mente, as cartas registram as experiências que inspiraram a arte do escritor, permitem compreender seu processo criativo e deixam clara a avaliação sincera que ele faz de sua própria obra e da obra de seus contemporâneos. As cartas são relatos instantâneos de fatos e relacionamentos que, da maneira mais profunda, deram forma à vida e à obra de Hemingway. A publicação também contém apresentação, notas, cronologia, ilustrações e um índice, todos minuciosos.

    Recepção crítica - Cartas de Ernest Hemingway

    "E assim começa a publicação ambiciosa e muitíssimo esperada de Cartas de Ernest Hemingway, uma coleção vasta que acaba demonstrando ser uma autobiografia reveladora e a chave mestra para as obras literárias do autor. O primeiro volume é um retrato vibrante do artista quando jovem, tocando em todos os pontos que voltariam mais tarde como temas na vida épica e na literatura memorável do escritor."

    A. Scott Berg, vencedor do Prêmio Pulitzer

    "As cartas reunidas de Hemingway serão recebidas com entusiasmo pelo mundo acadêmico e também pelas legiões de fãs do artista em todo o mundo. Ele não é só um dos escritores mais importantes do século XX, como também um missivista franco e fascinante. Esta coleção será uma aquisição valiosíssima para o universo epistolar."

    Noël Riley Fitch

    "Esta edição de todas as cartas conhecidas de Hemingway é uma solução das mais apropriadas e elegantes para um desafio amedrontador: como disponibilizar esse tesouro para todos os estudiosos e leitores interessados de gerações ainda por vir. Creio que Papa Hemingway ficaria contente. Sua máxima predileta parece cair como uma luva nesta ocasião magnífica: 'Il faut, d'abord, durer' ('primeiro é preciso persistir'; ou, como meu pai a traduzia com suprema parcimônia, 'primeiro: durar'). Juntamente com seus livros, os pensamentos e as declarações mais pessoais de Hemingway agora irão persistir mais do que ele teria imaginado em seus mais insanos devaneios."

    Charles Scribner iii

    Sobre o autor:

    Sandra Spanier é a principal organizadora do projeto As cartas de Ernest Hemingway e professora-doutora de literatura inglesa na Universidade Estadual da Pensilvânia, EUA. Seus ensaios a respeito de Hemingway foram publicados em Modern critical interpretations:Ernest Heminway's A farewell to arms (1987), New essays on A farewell to arms (1990) e Hemingway and women: female critics and the female voice (2002). Ela também faz parte do conselho editorial da revista acadêmica Hemingway Review. Autora de Kay Boyle: artist and activist(1986), organizadora da coletânea Life being the best and other stories (1998) e editora de Process(2001), representantes da obra da escritora norte-americana Kay Boyle. Spanier é co-organizadora (ao lado de David Morrell) de American fiction, American myth (2000), uma coletânea de ensaios de Philip Young, estudioso de Hemingway. Ela também ajudou Martha Gellhorn, jornalista renomada e ex-esposa de Hemingway, a publicar pela primeira vez sua peça teatral de 1946, em coautoria com Virgina Cowles, Love goes to press: a comedy in three acts (1995; ed. rev. 2010).

    Robert W. Trogdon é professor-doutor de literatura inglesa e diretor do Instituto de Bibliografia e Publicação na Universidade Estadual de Kent, EUA. Autor de The lousy racket: Hemingway, Scribners, and the business of literature (2007) e organizador de Ernest Heminway: a literary reference (2002). Além de se dedicar a Hemingway, Trogdon é consultor textual do projeto de publicação das obras completas de Joseph Conrad pela Cambridge University Press e publicou ensaios a respeito do autor. É um dos diretores da Fundação e Associação Ernest Heminway.

    • Assunto: Biografias
    • Autor: Spanier, Sandra | Trogdon, Robert W.
    • Coleção: Biografias
    • Editora: Martins Fontes - selo Martins
    • Edição: 1
    • Encadernação: Brochura
    • Formato: 2,00 X 11,00 X 16,00
    • ISBN: 9788580632118
    • ISBN 13: 9788580632118
    • Páginas: 400

    Deixe seu comentário e sua avaliação







    - Máximo de 512 caracteres.

    Clique para Avaliar


    • Avaliação:
    Enviar
    Faça seu login e comente.

    Produtos Visitados