Três Russos e como me tornei escritor

    Sobre o livro: Três russos e como me tornei um escritor reúne ensaios de caráter memorialístico nos quais o escritor Máximo Górki relata sua conviv

    Ver mais
    Marca: Martins Fontes - selo Martins
    Referência: 9788599102237

    De R$ 66,55
    Por:
    R$ 53,24
    Economize  R$ 13,31
    Simulador de Frete
    - Calcular frete
    Não sei meu CEP

    Sobre o livro:

    Três russos e como me tornei um escritor reúne ensaios de caráter memorialístico nos quais o escritor Máximo Górki relata sua convivência como amigo de três importantes escritores: Liév Tolstói, Anton Tchékhov e Leonid Andrêiev. Desse convívio, revelam-se as concepções artísticas e de vida que nortearam as obras desses escritores e do próprio Górki.

    "Lidos em conjunto, esses três ensaios compõem uma espécie de síntese das ambivalências, obsessões, crenças e hesitações que aparecem em "Como me tornei um escritor". Oscilando entre realismo (entendido como compromisso com a situação social) e romantismo (definido como "prédica de uma atitude ativa perante a realidade, como prédica do labor e de uma educação que desperte a vontade de viver, como entusiasmo de construir suas novas formas e como ódio ao velho mundo"), Górki oscila entre o apelo programático da arte engajada e a fina sensibilidade literária de quem conhece por dentro o ofício de tecer enredos e compor personagens".

    "Seu ateísmo e seu "medo diante da vulgaridade e a crueldade da vida", entretanto, o impediram de substituir um Deus no qual não se acreditava pelos ídolos de uma revolução à qual não deixou de ser fiel até o fim da vida. Suas verdadeiras divindades eram nomes como Stendhal, Flaubert, Dostoiévski e, obviamente, os "três russos" aquém dedicou essas páginas admiráveis".

    Manuel da Costa Pinto

    Sobre o autor:

    Máximo Górki (Aleksei Maksimovitch Pechcov, Rússia, 1868-1936) Escreveu ensaios, memórias, romances, novelas e peças de teatro. Seu pseudônimo, Górki ? em russo "amargo" -, traduz sua vida e sua literatura. Órfão, trabalhou desde a infância em atividades diversas para garantir seu sustento; aos 19 anos, desesperado com a miséria e a fome, tentou o suicídio. Engajou-se na vida política. Preso em decorrência da acusação de exercer atividades subversivas, dedicou-se de forma mais intensa à atividade literária. Entre suas obras mais significativas estão o romance A mãe, Os degenerados, a peça teatral Pequenos burgueses, Os últimos e suas memórias literárias e autobiográficas, entre elas, os ensaios da presente edição.

    • Assunto: Literatura
    • Autor: Górki, Máximo
    • Coleção: Catálogo Geral > Prosa
    • Editora: Martins Fontes - selo Martins
    • Edição: 1
    • Encadernação: Brochura
    • Formato: 24,50 x 25,50 x 0,50
    • ISBN: 9788599102237
    • ISBN 13: 9788599102237
    • Páginas: 208

    Deixe seu comentário e sua avaliação







    - Máximo de 512 caracteres.

    Clique para Avaliar


    • Avaliação:
    Enviar
    Faça seu login e comente.

    Produtos Visitados