Ao correr da pena

    Sobre o livro: As relações entre a literatura e o jornalismo foram intensas no Brasil do século XIX. Escritores como José de Alencar e Machado de A

    Ver mais
    Marca: Martins Fontes - selo Martins
    Referência: 9788533620070
    Simulador de Frete
    - Calcular frete
    Não sei meu CEP

    Sobre o livro:

    As relações entre a literatura e o jornalismo foram intensas no Brasil do século XIX. Escritores como José de Alencar e Machado de Assis não construíram sua reputação intelectual e literária apenas com os romances que escreveram, mas também com os textos que estamparam nos jornais do Rio de Janeiro. O leitor poderá avaliar, neste volume, o que se pode considerar a estreia literária de Alencar. Aos vinte e cinco anos, em setembro de 1854, ele publicou o primeiro folhetim da série 'Ao correr da pena', no Correio Mercantil. Dez meses depois, o prestígio conquistado abriu-lhe as portas do Diário do Rio de Janeiro, no qual continuou por algum tempo o trabalho de folhetinista. O folhetim, espécie de texto-avô da crônica dos nossos dias, tinha como regra fundamental comentar os principais acontecimentos da semana. Por esse lado, era essencialmente jornalístico. Mas, como devia ser escrito com leveza e graça, favorecia também o exercício da literatura. Alencar soube como ninguém harmonizar esses dois aspectos. Seus folhetins são um documento histórico de inegável valor literário sobre o Rio de Janeiro de meados do século XIX. J.R.F.

    • Assunto: Literatura
    • Autor: Alencar, José de
    • Coleção: Catálogo Geral > Prosa
    • Editora: Martins Fontes - selo Martins
    • Edição: 1
    • Encadernação: Brochura
    • Formato: 2,00 X 11,00 X 16,00
    • ISBN: 9788533620070
    • ISBN 13: 9788533620070
    • Páginas: 296

    Deixe seu comentário e sua avaliação







    - Máximo de 512 caracteres.

    Clique para Avaliar


    • Avaliação:
    Enviar
    Faça seu login e comente.

    Produtos Visitados